Uma pessoa inteira não merece uma pela metade!

Por que nos colocamos em determinadas situações? Por que vemos as coisas e fingimos que está tudo bem? Vemos tudo desmoronando mas aquilo que sentimentos se torna “maior” do que o que passamos.  
Fantasiamos as pessoas, acreditamos que elas não erram e são príncipes e princesas da Disney mas como nem tudo são flores os temidos espinhos sempre aparecem. 
A pior coisa que eu já escutei ou lir de alguma pessoa que eu amava foi a seguinte frase: “eu sou apaixonado por ela e gosto de você” pesado né? Como posso imaginar minha vida com uma pessoa que se imagina ao lado de outra e cria sonhos com outra pessoa. 

Por que temos a mania de idealizar as pessoas? Geração romântica antiga que fantasiava as pessoas e morriam por amar demais? Parece né? 

Temos que aprender que as pessoas são imprevisíveis, elas não sabem o que querem exatamente estão dispostos a te machucar a qualquer momento mas além de tudo estão dispostos a quebrar nossa confiança e tudo que depositamos nelas. 

Por que esperamos tanta fidelidade das pessoas? Esquecemos que o único que permanecerá sendo fiel é Deus, temos que parar de se colocar em situações difíceis eu poderia não ter passado por isso desdo quando percebi que ele escondia algo por trás da frieza.
Mas, o que seria de me sem essa experiência? Não será a única, pois precisamos passar por momentos de turbulência para aprender a ser forte e retirar coisas boas dessas situações, transformar a dor em aprendizado.

Essa é a situação da minha vida sentimental atual e o que eu aprendir? Aprendir que devemos permanecer focados, devemos praticar o que gostamos para esquecer isso e retirar aprendizados através dessa situação porque se eu não estivesse passado pelas decepções anteriores não saberia enfrentar essa.

Lembresse que por mais que alguém te decepcione existe pessoas esperando por você, pessoas que esperar te fazer feliz e antes de tudo você é o suficiente, no meu caso Jesus é o suficiente.
Não aceite menos do que você merece. Uma pessoa inteira não merece alguém pela metade!!

Advertisements

Solitude

Solidão ou solitude?

Ao contrário da solidão, solitude é ter o prazer em sua própria companhia.

O que você acha da solidão? Você deve ter respondido de uma forma negativa. No universo dos solteiros a solidão é algo frequente. Dormir e acordar sozinho, comer sozinho… até falar sozinho! Mesmo tendo amigos ou família por perto estamos frequentemente driblando o “lado ruim” da solidão e curtindo o “lado bom”.

Há quem ame ficar sozinho para cuidar de si e quem deteste ficar sozinho. O fato é que o “lado ruim” da solidão pode ser não só a falta de ter alguém para conversar, mas também o incômodo de ter a si mesmo como companhia. Estranho, não?
“A linguagem criou a palavra solidão para expressar a dor de estar sozinho. E criou a palavra solitude para expressar a glória de estar sozinho” (Tillich)

Solitude é o isolamento ou reclusão voluntário, quando o indivíduo busca estar em paz consigo mesmo. Diferente da solidão que em sua essência é o estado emocional do indivíduo que deseja ardentemente uma companhia e não encontra. Um indivíduo pode estar cercado de amigos, em meio a um salão de festas muito animado, e ainda assim estar corroído pela solidão.

Em alguns casos, o indivíduo escolhe isso pelas experiências que lhe foram desagradáveis em algum tempo atrás. Sendo então a solitude uma maneira de evitar que o mesmo incidente ocorra novamente.

Solidão tem as fases horrível por querer quase sempre alguém ao lado e solitude é a glória de estar sozinho. Não confunda solitude com insolamento, é ter prazer na sua própria companhia. 

E você? Está em paz consigo mesmo?